Trindade

« Voltar à página anterior

A Vila e as Praias de Trindade

Trindade teve sua origem como uma vila de pescadores, isolada da civilização, inclusive do povoado de Paraty, pelas montanhas e um mar inóspito.

Na década de 1970, a vila, sem perder suas características caiçaras, virou reduto e símbolo dos hippies - grupo não conformista, caracterizado pelo rompimento com a sociedade tradicional, especialmente no que se refere ao modo de vestir e ao modo simples de viver. Na década de 1980, Trindade era o lugar dos aventureiros, que acampavam em suas belas praias para surfar ou para conhecer uma comunidade diferente, formada por caiçaras e hippies. Nesta época, para chegar ali, enfrentava-se a difícil estrada de acesso, a qual devido à inclinação e ao fato de ser de terra, em dias de chuvas tornava inacessível a carros. Havia um trecho em especial, conhecido como Deus Me Livre, que era famoso pela dificuldade, chegando a virar atração local observar os carros tentando vencê-lo. De 1990 aos dias de hoje, o turismo se estabeleceu em Trindade: as casas dos pescadores viraram pousadas, campings e restaurantes; abriram mercearias e lojinhas e, asfaltaram o Deus Me Livre.

 
       Vista das praias do Meio e Cachadaço (foto: André Luiz Rodrigues)

Pesquisas arqueológicas realizadas na década de 1970 encontraram vários sambaquis e abrigos com instrumentos primitivos e ossadas de povos pré-históricos. Uma das maiores dificuldades de estudo encontradas pelos arqueólogos, foi a destruição dos sítios arqueológicos por caçadores de tesouros, incentivados pelas inúmeras lendas sobre piratas e tesouros escondidos.

Trindade está situada a 25 quilômetros ao sul de Paraty, na divisa com Ubatuba. Atualmente, toda a estrada de acesso está asfaltada. A mata em volta está preservada e a região possui seis das mais belas praias de Paraty (Brava, Cepilho, Rancho, Meio, Trindade e Figueiras), uma piscina natural de água salgada (o Cachadaço) e algumas cachoeiras (a qual a mais conhecida é a Pedra do Engole).

Dicas sobre Trindade:
- existem várias pousadas em Trindade, a maioria simples. Não é permitido o camping selvagem (diretamente na praia), apenas nos terrenos das casas de pescadores (a maioria de frente para a praia). Em feriados quem chegar primeiro fica com os melhores lugares;
- leve prancha de surf e equipamentos de mergulho, pois é possível a prática desses dois esportes em Trindade;
- a praia das Figueiras (ou dos Pelados) é reservada para prática do naturismo;
- não deixe de conhecer o Cachadaço, uma belíssima piscina natural de águas salgadas. Pode-se chegar caminhando (20 minutos a partir da praia do Meio) ou alugando um dos botes com motor de popa disponíveis para esse fim;
- há várias e belas caminhadas para fazer. A mais simples é aquela até a piscina do Cachadaço. A partir daí, e por mais 40 minutos, chega-se até a Cabeça do Índio, de onde é possível contemplar todas as praias e a vila de Trindade;
- visite a cachoeira da Pedra do Engole, localizada a 20 minutos da vila, onde uma grande pedra no meio do rio possui uma passagem submersa para você ir de um lado a outro;
- não deixe bagagem à vista dentro do carro, especialmente se for fazer a caminhada até a Praia Brava, pois têm ocorrido furtos, principalmente em feriados;
- em feriados, a estrada, praias, pousadas e restaurantes ficam bastante cheios;
- leve protetor solar e repelente nas praias e caminhadas;
- as pousadas e restaurantes em Trindade são simples. Para quem procura acomodações mais sofisticadas é melhor hospedar-se em Paraty e visitar Trindade durante o dia.

 

 

Trindade possui as seguintes praias:

» Praia Brava: deserta, acesso inicia antes de chegar à vila, caminhada de 20 minutos;

 

 

 

   » Praia do Cepilho: acesso a carro, ótima para surf, possui um bar/restaurante;

 

 

 

» Praia do Rancho (ou de Fora): acesso a carro, vários bares/restaurantes;

 

 

 

» Praia do Meio (ou Codó): acesso a carro;

 

 

 

 » Praia do Cachadaço (ou de Trindade): caminhada de 15 minutos a partir da praia do Meio, possui dois restaurantes/bar;

 

 

 

      » Praia das Figueiras: caminhada de 5 minutos após a praia do Cachadaço.


 

 

 

Como Chegar em Trindade:
» De carro: a partir do trevo de entrada de Paraty, localizado na rodovia Rio-Santos (BR-101), dirija por 17 km no sentido São Paulo, até chegar ao bairro do Patrimônio, onde haverá uma estrada asfaltada no lado esquerdo que subirá o morro (deve-se aguardar no acostamento do lado direito antes de entrar). No vértice do morro a estrada bifurca, entre a direita até o fim. O percurso total por esta estrada secundária é de 8 km;

» Agências de Turismo: há passeios guiados, oferecidos pelas agências de turismos em vans e/ou micro-ônibus com ar condicionado;

» De ônibus: em Paraty há apenas uma empresa de ônibus urbano, a Colitur Transportes Rodoviários Ltda. Os ônibus, com destino a Trindade, saem da única rodoviária da cidade, a viagem dura aproximadamente 50 minutos, e os horários são:
- Sentido Paraty/Trindade: 05:20 | 07:00 | 08:00* | 09:00 | 10:00 | 11:00 | 12:00 | 13:00 | 14:00 | 15:00 | 16:00 | 17:00 | 18:00| 19:00 | 20:30 | 22:30
- Sentido Trindade/Paraty: 06:00 | 08:00* | 09:00 | 10:00 | 11:00 | 12:00 | 13:00 | 14:00 | 15:00 | 16:00 | 17:00 | 18:00| 19:00 | 19:40 | 21:20 | 23:30
* a viagem no horário das 8:00 ocorre apenas de 2ª a 6ª. Recomendável consular a Colitur pelo telefone (24) 3371-1238, para verificar se houve alteração dessas informações, desde sua publicação neste site.

» De vans: as vans saem do ponto ao lado do estádio de futebol e possuem vários horários;

» De barco: não é comum chegar de barco até Trindade, pois além do longo percurso devido às sinuosidades da costa, o mar é bastante inóspito.